sábado, 23 de junho de 2012


Antes que nossas soluções na manga 
percam seu efeito; antes
que o afago desabe num capricho passageiro; 
antes que a circunstância 
desaconteça e nos arraste 
às nossas beiras e parapeitos; antes 
que a meia-voz se torne alarido
de trombetas em bemóis dramáticos
anunciando algo que não chega; antes
que um pretexto fortuito
desmantele e apague as palavras –
sejamos.

Dum vivimus, vivamus.

14 comentários:

Anônimo disse...

Sim! O desejo de pelo menos tentar. Nada traz mais prazer do que existirmos plenos. E isso eh tao difícil! Mas sejamos e roguemos a sorte.
Mais uma vez um texto cheio de poesia e de verdades. Parabéns, Fabris! [D. Coy]

Fabrício Franco disse...

D.Coy, dear:

Obrigado pela leitura generosa!

Um beijo!

Su Palanti disse...

Sim! Sejamos... Apenas isso? Não, tudo isso... Sejamos.
Sejamos humanos enquanto animais, poetas enquanto escritores, inteligentes enquanto pudermos... Sejamos.

Fabrício Franco disse...

Suzana,

Que saibamos usufruir de nosso tempo, enquanto o temos.

Abraço!

Raquel Sales disse...

Fabrício,

SER é tarefa árdua... Como é custuoso ajustar autenticidade-obrigações-polidez... Vez ou outra, é traumático... Felizmente, há poetas (como vc) capazes de abrandar o SER...
Obrigada, por mais uma vez, deixar-me "suspensa no ponto ideal de uma outra dimensão, além do tempo e do espaço".

Bj (de BH)

Fabrício Franco disse...

Raquel (na capital),

Quem agradece, aqui, sou eu, por sua leitura atenta e gentil.

Abraço!

Anônimo disse...

Hoje,ao ler você, aconteceu uma notável coincidência. Eu acabava de refletir, analisar a vida... a maneira como experimento os fatos...
E, sem o materialismo de Epicuro, porque acredito, acima de tudo, na INTERVENÇÃO DIVINA,concluí( como acontece em seu poema) que é preciso VIVER! - "Dum vita est, spes est"!
E me recordo, também, do texto "INSTANTES" de Jorge Luís Borges, tão bem "retomado" pelos Titãs, em "EPITÁFIO"; e, até mesmo, de "É PRECISO SABER VIVER", de Roberto e Erasmo Carlos...

ESCRITORES, POETAS, realmente, ensinam!
Obrigada, POETA!
Meu abraço,
Andrea Marcondes

Fabrício Franco disse...

Andrea,

Agradeço, de coração, o comentário. Contudo, devo acrescentar que, se acaso ensinamos algo, isso é mero reflexo do que aprendemos antes. Responsáveis por esse (re)fletir são nossos genitores e professores, que nos apontaram na direção correta.

Abraço, com carinho!

Nanda disse...

Gostei muito; agora é preciso uma sintonia; senão, o 'já' vira um cruel 'já era'. E é preciso coragem! =D Sobre a pergunta que deixou no IP, o bebê do vídeo aparece num episódio da terceira temporada da série; no episódio de natal. Ele é encontrado numa manjedoura de um presépio e Elaine tenta adotá-lo.

Fabrício Franco disse...

Nanda,

É essa a real compreensão do "carpe diem"!

Abraço!

Arco-Íris de Frida disse...

Entao... que "sejamos"... mas que "sejamos" plenos...
Poema que traduz a realidade...

Fabrício Franco disse...

Obrigado pela visita e leitura, moça do arco-íris. Que o que escrevemos seja alavanca para que, enfim, sejamos.

Abraço!

Rafaela Figueiredo disse...

sim! que, antes de quaisquer ações, sejamos!
amém.

beijos, Franco

Fabrício Franco disse...

Rafaela,

Amém! E grato pela visita e comentário!

Um beijo!

 
;