terça-feira, 10 de julho de 2012

Móbile


                                 Avesso
no verso,
                        recidivo
sem rima,
                        eu
contrario.

12 comentários:

Cléo disse...

LOL
Que louco isso. kkkkkkkkkkkkkkkkkk
Mas eu curti.
A imagem tá muito massa.
Parabéns!

Beijo!
Cléo - Conheça o blog Vejo Por Aí...

Fabrício Franco disse...

Cléo,

Muito grato por sua visita e comentário. Volte sempre!

Abraço!

Anônimo disse...

"Um bom poema é aquele que nos dá a impressão de que está lendo a gente, e não a gente a ele".
(Mário Quintana)
Foi o que senti, hoje, ao ler você, POETA.
Abraço!
Andrea Marcondes

Fabrício Franco disse...

Caríssima Andrea,

E eis que é um daqueles poemas onde parte de mim se plasma nas palavras. Quintana teve razão, nesse sentido.

Abraço, com carinho!

Raquel Sales disse...

Fabrício,

poema breve e certeiro.

Inté...

Fabrício Franco disse...

Raquel,

Parafraseando o mestre José Paulo Paes: "prolixo, pro lixo; conciso, com siso". Falar mais com menos tem sido minha meta, nem sempre alcançada.

Abraço e obrigado pela visita!

Rafaela Figueiredo disse...

abismal!
foi a palavra q me veio quando terminei de ler e meus olhos se perderam nas linhas q cruzaram e intercruzaram os versos em diferentes direções - sentidos...
q riqueza!

um beijo, Franco

Fabrício Franco disse...

Rafaela,

Fico tão honrado com seus elogios! Muito obrigado! A riqueza maior está nessa troca, de leitora gentil e atenta para comigo.

Meu beijo, com carinho!

Su Palanti disse...

Na sua contrariedade cheguei ao âmago do verso. Só você para criar com palavras poemas que nos tocam tão profundamente.

Fabrício Franco disse...

Suzana,

O poeta não é, por definição, hoje em dia, um rebelde? Não se acanha de escrever, numa época em que a leitura é tão desestimulada? Em que o sentir e falar sobre o sentir, algo tão de menor importância? Por isso eu contrario, vou contra o regime das águas, o vigente em vetor oposto.

Muito obrigado pela visita!

Abraço!

Will Carvalho disse...

Sua flecha cada vez mais certeira. Direto na maçã, não se perde por outros caminhos. Quando apareço por aqui, fico ruminando seus poemas ao longo do dia.

Fabrício Franco disse...

Will,

Sua presença é sempre muito bem-vinda. Obrigado pela leitura generosa de meus escritos.

Abraço!

 
;