terça-feira, 27 de agosto de 2013

Laçada


12 comentários:

Valença disse...

E manter cuidado: à menor tensão... o nó volta a apertar.
Abração!

Fabrício César Franco disse...

Eliana,

Muito obrigado pela visita! Grande abraço!

Anônimo disse...

Poeta,

Sei que ainda não sou tão boa quanto você na arte de desatar os nós, mas prometo ser uma aprendiz dedicada.
E espero que no desfazer do emaranhado,você e eu sejamos trechos da mesma linha unidos num laço.

Amo te,

Morena.

Fabrício César Franco disse...

Morena,

Tudo se faz no tempo correto. Aprender a desarmar sem desamar; aprender a atar para desatar; aprender a lacear sem enforcar. Tudo isso depende de tempo, repetição e aquela consciência de que é preciso de continuidade para dar certo.

Espero-te na linha do tempo, mais à frente, enquanto caminho hoje, contigo.

Beijo!

Raquel Sales disse...

Parabéns, Fabrício,

Belo e breve... sofisticado de tão simples.

Bj

Inté...

Fabrício César Franco disse...

Raquel,

O mestre João Cabral de Melo Neto já pontificava que menos é mais, cortar para fazer mais sentido.

Beijo e obrigado pela visita!

Su Palanti disse...

Mas, se o nó voltar a ser mexido... Oh! Como aperta...

Fabrício César Franco disse...

Andrea,

Que eu possa, 'baudelaireamente', causar mais espantos o quanto mais minhas palavras fizerem sentido a quem me lê.

Grande abraço!!

Fabrício César Franco disse...

Su,

... E como estrangula, não é? Pode até matar o que restou de bom...

Beijo!

Anônimo disse...

Caríssimo POETA,
Quanto significado em tão poucos signos!
Admiro sua capacidade de síntese!Sem dúvida, MENOS É MAIS. Mas não sou minimalista (sic!). Gosto de seus textos, sejam longos, ou não.
Segundo Beaudelaire:" O importante na obra de arte é o espanto".
...................................
Não é a extensão de seus textos que os qualifica, mas a sua ARTE com as palavras.
Grande abraço,
Andrea Marcondes

Suzana Martins disse...

A beleza entrelaçada de nós!!

Parabéns!

Abraços

Fabrício César Franco disse...

Suzana,

Grato pela visita! Que bom que gostou do que viu. Deixo a porta agora entreaberta, venha sempre que quiser e puder. Gosto muito de ler as pegadas de quem passa por aqui!

Abraço!

 
;